Pedro Boscardin e João Loureiro encerram a temporada e comemoram 2017 positivo

Pedro Boscardin e João Loureiro encerram a temporada e comemoram 2017 positivo

Após a participação no Oange Bowl, em Miami, Pedro Boscardin Dias (Head/CBT/Sesporte/Fila/Solinco/Colégio Oficina) e João Victor Loureiro  (Head/CBT/Fila/Solinco/Colégio Oficina), atletas da RS Tennis, de Joinville (SC), encerraram esta semana a temporada 2017 com êxito após a disputa do Orange Bowl.

Os dois atletas, que estiveram na Seleção Brasileira que disputou o Mundial da categoria em Prostejov, na República Tcheca, em agosto, descansam até o dia 2 de janeiro onde iniciam a pré-temporada em Joinville (SC) visando os primeiros eventos de 2018 a partir do fim do próximo mês da Gira Cosat da América do Sul. Os dois irão disputar a categoria 16 anos no início da nova temporada e vão iniciar a transição para a categoria 18 anos.

Em 2017 foi um ano de conquistas para a dupla. Boscardin terminou entre os cinco melhores na categoria 14 anos se classificando com tudo pago para a Gira da Europa conquistando o título da Copa Gerdau, maior torneio do país e um dos nove maiores do mundo. Ele e João Loureiro levaram o Brasil ao vice Sul-Americano e sexto lugar no Mundial por Equipes e conquistaram títulos na Gira Europeia. Boscardin levantou a taça em Velp na Holanda, foi vice em Paris, na França, semi em Duren, na Alemanha, e eleito o Melhor Estrangeiro pela Tennis Europe, entidade que coordena o tênis juvenil no velho continente.

Boscardin ainda foi campeão da concorrida Copa Guga Kuerten, se garantiu no Mundial de Londres onde acompanhou feras como Roger Federer entre outros e foi vice-campeão do torneio com outros destaques europeus. Loureiro faturou o caneco em Waiblingen, na Alemanha, e começou com tudo na categoria acima, nos 16 anos, com título em Córdoba, na Argentina, vice em Chosica, no Peru, e está em sexto no ranking geral da categoria e na liderança do ranking que classifica os melhores para a Gira Europeia na categoria.

“A temporada foi muito boa desde o começo, peguei experiências em quadras rápidas, tive ótimos resultados jogando Cosat na América do Sul, alcancei objetivos me classificando para a Gira Europeia, que foi boa em resultados e evolução, depois fomos para Barcelona com muito aprendizado e para 2018 espero ir bem, me classificar para a Gira Europeia nos 16 anos e depois depende no decorrer do ano. Evoluir bastante é a meta”, afirmou Boscardin.

“Foi um ano incrível pra mim! Mas que começou muito ruim, com muitos fracassos ,muitas derrotas que me deixou muito desanimado mas, com a ajuda da minha equipe consegui voltar forte aos treinos , recuperei minha boa forma! E a partir daí foi um ano espetacular, muitas vitórias não só dentro da quadra e principalmente novos aprendizados e experiências na Europa! Fomos a Espanha treinar e eu acredito que evolui bastante lá! Depois seguimos na Europa pra competir e conquistei meu primeiro titulo em solo europeu ! No final do ano competimos na América do Sul, também foi incrível! Mais aprendizados que me fizeram competir melhor dentro da quadra! Em 2018 um dos meus objetivos é classificar pra Gira Europeia, mas principalmente aprender mais coisas novas dentro e fora da quadra! Também queria agradecer a toda minha equipe pela temporada incrível,”destacou Loureiro.

“Foi um ano excepcional, acima de tudo eles evoluíram em todos os aspectos, Boscardin ganhou torneio importante na Europa, teve a oprtunidade de jogar no Finals em Londres, semi do Orange Bowl, junto com o João foram sexto no Mundial. Loureiro foi campeão de evento na Europa, está em primeiro na Gira do Cosat para o ano que vem. Além das conquistas o que vejo como maior conquista foi a evolução deles esse é o ponto principal sbre 2017”, disse o técnico Ricardo Schlachter.

“Prevejo um 2018 como início de processo de transição para a categoria 18 anos, isso vai fazer com que eles sofram um pouco mais, sofram mais para obter vitórias, jogar contra meninos até dois, três anos mais velhos, certamente isso trará algum processo de adaptação que normalmente não é fácil, leva um tempo. A ideia é que eles disputem alguns torneios profissionais para seguir nessa jornada para que cheguem com 17, 18 anos preparados para enfrentar o circuito profissional com evoluçao técnica, tática, física nas próximas temporadas”.

A equipe RS Tennis é um centro de treinamento de alto rendimento comandado pelo técnico Ricardo Schlachter, treinador que trabalhou com Ricardo Mello quando o campineiro conquistou o título do ATP 250 de Delray Beach, nos Estados Unidos, em 2004, e foi top 50. A equipe conta com o apoio da FILA, HEAD e Serenitá e é sediada Rua Alberto Bornschein, 143, Glória, Joinville, SC . O time conta com a preparação física de Victor Côrrea e do psicólogo Aparício Menezes.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *